Sobre Stephen Amell

Este negócio de ídolo é engraçado, bonito e às vezes, meio complicado. Vou explicar melhor.

Os ídolos surgem quando a gente é bem pequeno. Muitas vezes são pessoas famosas, em outras aqueles que estão próximos da gente, em outros casos personagens fictícios, enfim, um ídolo pode ser qualquer pessoa e o propósito dele é nos inspirar.

Quando somos crianças ou adolescentes, geralmente achamos que eles não falham, não erram e muitas vezes, quando percebemos o quão humanos são, nos decepcionamos.

A partir do momento que viramos adultos entendemos tudo melhor. E saber entender estes ídolos também faz parte do processo de admirá-los. Aliás, acredito que quando amadurecemos, a relação deixa de ser ídolo e fã, e aprendemos a admirar as pessoas sem torná-las ídolos ou colocá-las em um pedestal, aprendemos a admirar alguém e o que ela faz e representa.

E por que estou escrevendo sobre isto? Bom, para falar de um ator que atualmente é alguém que admiro e ele se encaixa perfeitamente nesta definição que dei acima. Trata-se de Stephen Amell, que interpreta o personagem Oliver Queen/Arrow na minha série favorita "Arrow".

Quem me segue no Facebook obviamente já sabe disto (hahahaha...), mas há tempos quero falar sobre ele e esta relação que ele tem com os fãs e como faz disto o grande diferencial dele com relação a tantos outros atores. 

Eu não o considero meu ídolo, mas eu o admiro, mesmo quando ele fala coisas com as quais não concordo (sim...ele faz isto, porque é normal, é um ser humano, como todos nós, e comete erros), porque aprendi que assim a gente acaba aprendendo algo da situação. Discordar não é desrespeitar, é apenas ver as coisas de um ponto de vista diferente e isto é bom, porque te ajuda a ver toda a situação de forma mais completa.

Mas continuando, o motivo que me leva a falar de Amell é que eu o acho diferenciado da maioria dos atores quando a gente fala sobre interação com os fãs. Ele encara a tecnologia como uma ferramente de aproximação, de interação mesmo e acho o máximo a forma como ele faz questão de usar o poder da imagem dele para ajudar as pessoas, para retribuir ao seu público o carinho que recebe, assim como abordar assuntos alguns assuntos que ela acha importante discutir com seus fãs.

O texto abaixo é um exemplo disto, e eu simplesmente adorei. Ele fala sobre as sensações vividas durante todo o processo de gravar a série e tal, mas o mais bacana para mim foi o que ele falou sobre a atitude das pessoas no Facebook e especialmente no Twitter. O que ele fala sobre a intenção maldosa no mundo virtual é a mais completa verdade.

Não sou famosa, sou uma pessoa normal, mas há quase 8 anos tenho um blog que fala sobre esportes, que envolve paixão e sinceramente, toda vez que recebemos um comentário grosseiro, rude, eu penso o que leva uma pessoa a fazer isto. É por isto amei este texto do Stephen, porque ele toca exatamente neste ponto, não há como obrigarmos estas pessoas a serem bacanas, isto tem que vir de dentro de cada um, o que acontece é que a internet dá coragem àqueles que antes se escondiam. Mas o que podemos fazer é tentar tornar a nossa parte do mundo virtual (no meu caso meus blogs), um lugar agradável.

Bom, era isto que eu queria dizer. Como Amell, eu falei demais! rsrsrsrs... Já amo escrever e o texto dele me inspirou... hahaha... Espero mesmo que o faça muito mais (ele me prende...rsrsrs), como prometeu no final do texto que está abaixo, se vocês quiserem ler.

Facebook!Some thoughts:We're six (mostly 5) days away from the launch of Arrow. I mentioned this in the live chat...
Posted by Stephen Amell on Quinta, 1 de outubro de 2015

Kisses, Ludy

Comentários

Ângela Lima disse…
Ai no meio do texto ele fala que quer o Vin Disel como diretor de Fast 8. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk............
Anônimo disse…
passando para tomar um chá... (hahaha)

Ele desabafa mesmo, mas ele é tão carismático e verdadeiro que é difícil ficar brava com ele por muito tempo.

Beijos Lili
Ebaaaa!!! Cházinho é sempre bom! rsrsrs

Nós então somos mega suspeitas com relação a ele... ficamos brava e na mesma hora já perdoamos! rsrsrs

bjs, Ludy

Postagens mais visitadas deste blog

Sobre Lois Lane & Clark Kent

Arrow - 4x03

Porque eu admiro Tessa Virtue e Scott Moir - Vídeo 18